MST: a luta diária pela busca de igualdade e respeito

A ocupação ocorreu em 01 de Maio de 2014, com mais de mil famílias, entre elas mulheres crianças jovens, adultos, em busca de um pedaço de terra. Os Herdeiros da Terra, como chama o campamento em Rio Bonito do Iguaçu, no interior do Paraná, não buscam só terra, mas a igualdade, a esperança, e o direito à educação.




Pessoas trabalhadoras, que plantam seus próprios alimentos, como arroz, feijão, milho, mandioca batata doce etc., que sabem perfeitamente e entendem sobre seus direitos, sendo assim todos e todas ficarão despertos a todos os acordos conquistado pela comunidade e lembram que essa é uma conquista de povo organizado que Ocupa Terra, Resiste, faz Luta e Produz Alimentos Saudáveis com Dignidade.




Um dos integrantes do MST, Danilo Ferreira lembra que “tem muita gente maldosa falando mal do MST. Vocês tem que entender que não pegamos as melhores pessoas estabilizadas pra fazer um assentamento, pegamos de fato famílias que estão excluídas da sociedade da terra, do emprego para construir uma sociedade nova e diferente.”



Apesar das dificuldades frequentada no dia a dia embaixo de uma lona onde passam frio, chuva, calor, os Herdeiros da Terra são um povo que não desiste da luta para conquistar seus objetivos, se mantendo a organização em que cada grupo tem seu coordenador e as regras são ditas e cumpridas, assim mantendo a ordem entre as família.

Há setores dentro do acampamento como escola, mercadinhos até mesmo acompanhamento da saúde do município próximo.” Buscamos nossas conquistas com dignidades.”, finaliza Danilo.

---

Texto e fotos: Débora Renauer, Rio Bonito do Iguaçu-PR | Especial para Revista F

Edição: Daniela Neves e Sionelly Leite

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle